CALAMIDADES.

05/02/2011 10:37

            O dicionário define calamidade como “uma situação desastrosa ou a miséria e aflição resultante de um evento desastroso”. Muitos são os percalços em nossa vida. Devemos ter bem claro, todavia, que Deus permite os desastres na vida do cristão para fortalecer seu relacionamento com Ele. Na Bíblia podemos descobrir, por exemplo, que Deus trouxe muitas calamidades na vida do profeta Jonas para fazer com que este obedecesse às ordens divinas. Também foi Deus quem derrubou do cavalo e cegou Saulo para que conseguisse transformá-lo no apóstolo Paulo. “Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu sou o Senhor, que faço todas as coisas” (Is. 45:6-7).

            O Senhor revira nossas vidas do avesso permitindo a calamidade para que aprendamos a depender dEle. Frente às adversidades, devemos buscar a Deus com um coração quebrantado e contrito, para que possamos receber a vitória. “O sacrifício aceitável a Deus é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Sl. 51:17). Um coração quebrantado é o solo fértil a que Jesus se refere na parábola do semeador (Mt. 13:18-23), aquele que produz muitos frutos. Quando nosso coração está quebrantado mudanças permanentes acontecem e Deus pode nos moldar segundo sua vontade.

            As Escrituras nos lembram que “quanto ao Senhor, Seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com Ele” (2 Cr. 16:9). Mesmo em meio à maior tempestade Deus nos olha com amor, disposto a ajudar, pois o objetivo da dificuldade é que sejamos atraídos para mais perto dEle a fim de que possamos ser transformados à sua imagem e semelhança. Há muitos benefícios que podemos receber das calamidades que nos assolam, principalmente o desenvolvimento da fé, da intimidade com Deus e da perseverança necessária para correr a carreira que nos está proposta. O mais importante a apreendermos nas adversidades é entregar a Deus o controle total da situação e confiar que é a sua mão que permite que estas tribulações toquem nossas vidas. E se é Ele quem as permite, Ele nos dá sua graça, que nos capacita a suportá-las.

            Portanto, qualquer que seja a calamidade que nos assola, tenhamos coragem, pois nosso Senhor diz “Não te deixarei, nem te desampararei” (Hb. 13:5). Deus está sempre ao nosso lado: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo” (Sl. 23:4). Deus permite que passemos pelo vale, porém não permaneceremos para sempre lá e ao fim da provação, brilharemos visivelmente como ouro: “Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias provações, para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória” (1 Pe 1:6-7).

            Aurélia Cabral Cezar

Envie esta página a um amigo!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!