CONSCIÊNCIA LIMPA

04/08/2011 20:51

            “Procuro manter minha consciência limpa diante de Deus e dos homens”. (At 24:16) Onde está a consciência deste mundo? Onde está a consciência de nossas autoridades constituídas? Onde está nossa consciência enquanto agimos, falamos e estabelecemos relações com os outros? O que houve com o exemplo que deveríamos ser para nossos filhos, o que temos transmitido a eles com nosso viver? Temos refletido sobre isso? Temos nos permitido ouvir nossa consciência? Percebamos hoje que necessitamos uma profunda limpeza em nossas consciências: “quanto mais, então, o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu de forma imaculada a Deus, purificará a nossa consciência de atos que levam à morte, de modo que sirvamos ao Deus vivo!” (Hb 9:14)

            Segundo o dicionário, consciência é a “faculdade da razão julgar os próprios atos”, “juiz interior das questões morais”. É a voz interior que nos diz se um ato ou pensamento é certo ou não. A alteração e o controle de nossa conduta pela consciência se dá quando aprendemos que a vontade de Deus é aquela que deve governar nossas vidas. Que hoje cada um de nós sinta-se desafiado a examinar sua própria consciência antes de julgar e condenar os outros. Conheçamos as verdades da Palavra de Deus, para que a cada dia aprendamos mais e cresçamos em graça e sabedoria!

            “Quem há de maltratá-los, se vocês forem zelosos na prática do bem? Mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. Não temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados. Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. Contudo, façam isso com mansidão e respeito, conservando boa consciência, e os que falam maldosamente contra o bom procedimento de vocês, porque estão em Cristo, ficarão envergonhados de suas calúnias. É melhor sofrer por fazer o bem, se for da vontade de Deus, do que por fazer o mal.” (I Pe 3:13-17)

            Somos pressionados a aceitar e reproduzir normas, comportamentos e palavras usuais. Até a pregação da palavra tem sido desvirtuada. Pregam prosperidade, sucesso ao invés do poder do nome de Cristo e das consequências espirituais do pecado. Muitos cristãos não lêem nem estudam a Palavra de Deus, nada sabendo para ensinar a seus filhos. “Há caminho que parece direito ao homem, mas no final ele leva à morte”. (Pv 16:25) Não nos comportemos como o mundo à nossa volta, já que “Todo mundo faz assim!” Suas consciências foram cauterizadas pelo pecado, pois acreditaram nas mentiras do mundo, ao invés da Palavra de Deus, “tais ensinamentos vêm de homens hipócritas e mentirosos, que têm a consciência cauterizada” (1 Tm 4:2)

            À medida que buscamos a Deus, peçamos que Ele nos dê um coração puro, semelhante ao de Cristo, produza em nós santidade e uma vida digna. Que nos esforcemos em ser semelhantes a Ele a cada dia. Entreguemos tudo ao Senhor e abdiquemos do controle que tentamos ter sobre nossas vidas. Aprendamos o poder da oração, pela qual Deus nos torna cada dia mais sensíveis ao Espírito Santo, que opera profunda limpeza em nossa consciência e troca nosso coração de pedra por um de carne. O objetivo final de estudarmos a Palavra de Deus não é o conhecimento em si, mas uma ativa transformação moral que se expressa no amor ao próximo, na pureza de nosso coração, uma consciência limpa e fé verdadeira em Jesus Cristo. “Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada e tendo os nossos corpos lavados com água pura.” (Hb 10:22)

        Graça, paz e consciência limpa na presença de Deus!

        Aurélia Cabral Cezar


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!