NÃO É JUSTO!

14/07/2011 11:50

 

            Quantas vezes ouvimos ou proferimos essas palavras? Inúmeras! As escutamos de nossas crianças, as dissemos a nossos pais, a nós mesmos ou a Deus. “Não é justo que isso tenha contecido comigo, não é justo que meu coração tenha sido quebrado, não é justo que eu não tenha isto ou aquilo, não é justo que eu sofra tanto, não é justo, não é justo...” Não é justo mesmo! Mas Deus diz que, embora a vida nem sempre seja justa, Ele é. “Seu amor, ó Senhor, chega até os céus, tua fidelidade às mais excelsas nuvens. Tua justiça é como as grandes montanhas, tua justiça como a grande profundidade. Senhor, preservas o homem e o animal. Quão preciosa é a tua benignidade! Por isso, os homens encontram refúgio na sombra de suas asas.” (Sl 36:5-7)

            Deus nos deu o Seu Filho único para que nossos pecados fossem perdoados. Ele não faz acepção de pessoas, quer que todos cheguem à salvação. Deus faz a chuva cair e o sol brilhar sobre os bons e os maus. Sua graça e misericórdia estão disponíveis para todos. “Mas eu vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem, para que sejais filhos do vosso Pai no céu. Ele faz o seu sol se levantar sobre maus e bons, e faz chover sobre os justos e os injustos”. (Mt 5:44-45)

            Às vezes, perguntamos se Deus vê o que está acontecendo e como pode deixar que a situação continue. Ele não pode ver o quão injusto isso é? Sim, Ele vê e se importa. Está tão interessado na justiça quanto nós. Ele ama Seus filhos e ama abençoá-los. Quer que os Seus filhos sejam tratados com equidade. “Porque a palavra do Senhor é justa e verdadeira, Ele é fiel em tudo que faz. O Senhor ama a justiça e o juízo e a terra está cheia da sua benignidade.” (Sl 33:4-5)

            Jesus contou uma parábola sobre uma viúva pedia justiça a um juiz corrupto e veio diante dele várias vezes, suplicando ser tratada de forma justa. Todas as vezes, o juiz negou seu pedido, mas ela sempre voltou. Sua persistência foi recompensada. A ela foi concedida justiça. “Não levará Deus justiça aos seus escolhidos aqueles que clamam a ele dia e noite? E ele continua a adiar? Eu vos digo, Ele vai fazer com que obtenham justiça, e depressa”. (Lc 18:7-8) A viúva desistiu quando percebeu que a vida não era justa, parou de insistir quando as coisas não tomaram o rumo que sabia ser certo, gritou para o juiz, “Não é justo” e foi embora? Não. Ela teve sua causa negada várias vezes. E persistiu, apesar das circunstâncias parecerem insolúveis. As circunstâncias impossíveis foram transformadas para o bem dela. “Ele é a Rocha; suas obras são perfeitas. Tudo o que ele faz é justo e bom. Ele é um Deus fiel, que não faz mal, justo e reto Ele é!” (Dt 32:4)

            Há coisas acontecendo em nossas vidas que não são justas. E isso dói. Mas o Senhor é Deus de justiça. Ele tem planos especiais para a vida de cada um e trabalha para que Seus planos se concretizem. Ele vai mover os céus e a terra para que Sua justiça seja feita: “Quem segue a justiça e a lealdade encontra vida, justiça e honra.” (Pv 21:21) Ele é um Deus justo, nos ama e nada vai mudar o rumo de nossa história, não importa o quão injustas as coisas pareçam agora. “Os ímpios são derrubados e desaparecem, mas a casa dos justos permanece firme”. (Pv 12:7) Continuemos orando, persistindo e crendo. Nosso Deus é fiel. “Mas o Senhor deseja ardentemente ser agradável com vocês, para mostrar-lhes compaixão. Porque o Senhor é um Deus de justiça. Bem-aventurados todos os que nele esperam!” (Is 30:18)

            Graça, paz e justiça!

            Aurélia Cabral Cezar


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!