SEGUNDA CHANCE

20/05/2011 07:15

        Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala, e deixa de agir? Acaso promete, e deixa de cumprir? (Nm 23:19)

        

        Inúmeras vezes gastamos nosso tempo remoendo o que fizemos ou deixamos de fazer, dizemos para nós mesmos: “cometi tantos erros, fiz tudo errado, não há mais solução nem conserto para mim!” Não devemos acreditar nisso. Nosso Deus é um Deus de segundas chances. Ele deu uma segunda chance a Abraão, a Jonas, e a Pedro. Abraão desceu ao Egito, quando Deus lhe disse para não ir, mas Deus lhe deu uma segunda chance. Jonas fugiu de Deus, desobedecendo a ordem que recebera, não querendo fazer o que Deus lhe dissera, mas o Senhor ainda assim lhe mostrou um caminho para sair da barriga da baleia. Pedro negou seu Salvador três vezes, mas Jesus ainda lhe pediu para "apascentar as minhas ovelhas ".

        Olhemos para a história do filho pródigo. Certamente, aquele pai passou muitas noites em claro na varanda repetindo para si mesmo coisas que ele deveria ter dito ou feito de maneira diferente para que seu filho não tivesse ido embora. Angustiado, o pai deve ter dito muitas vezes para si mesmo: “Se eu apenas...” Mas Deus deu ao pai, assim como ao filho, uma segunda oportunidade. O Senhor dá uma segunda chance a todos que se voltam para Ele.

        Não nos condenemos pelo que fizemos no passado. Ao nos arrependermos e abandonarmos a prática daquilo que desagrada a Deus, Ele perdoa e esquece nossa iniquidade. “Quanto o oriente está longe do ocidente, assim afasta de nós nossos pecados.” (Sl 103:12). Todavia, a mudança é um processo que leva tempo. Mas descansemos, sabendo que Deus está fazendo tudo novo e nos transformando em pessoas novas em Cristo: “Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.” (Is 43:18-19)

        Sim, o nosso Deus é um Deus de segundas, terceiras, quartas e quintas chances. Mesmo quando nós falhamos, Ele é bom e misericordioso, sempre disposto a nos dar outra oportunidade. Ele nos ama demais para nos deixar onde estamos. Ele quer que sejamos novas criaturas em Cristo e Ele nunca desiste de um filho seu: ele nos inquieta, nos sacode e nos faz retornar ao rumo certo na estrada, até que um dia, guiados por sua amorosa mão, chegaremos ao destino final que Ele nos preparou.

        Quando fomos esmagados pelo pecado, tu perdoaste as nossas transgressões. (Sl 65:3).

        Graça, paz e esperança!

        Aurélia Cabral Cezar

Envie esta página a um amigo!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!